Treinamento e Desenvolvimento de pessoas: o que é e como criar uma estratégia de sucesso

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento e desenvolvimento de pessoas (T&D) estão entre as ações mais satisfatórias do RH. A partir deles, vemos o crescimento do colaborador: quando os potenciais inatos e adquiridos deixam de ser apostas e geram realizações concretas, como soluções, produtos, serviços e inovação.

A importância para as empresas é evidente. Como as mudanças forçam os negócios a aprender — e elas estão mais frequentes na Era da informação, você verá cada vez mais a educação como parte da cultura organizacional, em vez de ser uma reação diante de problemas e necessidades de curto prazo.

Então, que tal saber mais sobre treinamento e desenvolvimento na gestão de pessoas?

 

Treinamento e Desenvolvimento de pessoas (T&D) são processos de capacitação de colaboradores. O treinamento se refere à iniciativas pontuais, de curto prazo, e o desenvolvimento para práticas de longo prazo, visando auxiliar o funcionário no seu crescimento profissional.
Luis Pickford

Veja alguns dos principais benefícios:

  • Melhora a satisfação dos colaboradores;
  • Contribui para o bom relacionamento organizacional;
  • Deixa os profissionais mais engajados;
  • Promove uma cultura de aprendizagem contínua;
  • Impacta diretamente na produtividade e na eficiência da empresa;
  • Otimiza processos;
  • Melhora a qualidade de entrega e atendimento da empresa em relação ao mercado;
  • Incentiva a criatividade e o diálogo;
  • Aumenta a retenção de funcionários;
  • Facilita a implementação de ferramentas e novas técnicas; entre outras vantagens.

O que é treinamento e desenvolvimento?

Quando uma empresa detecta a necessidade de obter competências, o “GPS” do RH oferecerá dois caminhos. Você pode realizar um processo de recrutamento e seleção de pessoas e buscar os conhecimentos, habilidades e atitudes no mercado. Ou, pode utilizar a educação para reduzir o gap presente nos profissionais da empresa. Cada momento pedirá uma coisa.

Agora, supondo que você decidiu qualificar os colaboradores, quais são as opções disponíveis? A primeira é olhar para os cargos e atender às demandas pontualmente, um programa de treinamento; a segunda é pensar o que a pessoa vai precisar na sua carreira dentro da empresa, um plano de desenvolvimento.

Ambas constituem dimensões da aprendizagem em nível individual. Há também uma outra, a organizacional, em que o importante é como a empresa adquire competências para se adaptar às mudanças e inovações do contexto em que ela está inserida.

 

Planejado x Casual

A visão mais atual corresponde antever situações e pensar treinamento e desenvolvimento de pessoas de maneira estratégica, como parte da cultura organizacional. Logo, o moderno se distancia do casual, ou seja, de qualificar eventualmente.

Intencional x Randômico

Também é possível verificar que a escolha dos colaboradores está inserida na estratégia. Não é algo aleatório ou sem padrão.

Proativo x reativo

Outro ponto é que, modernamente, o objetivo é se antecipar às necessidades, em vez de agir após o problema se instalar.

Longo prazo x curto prazo

O treinamento e desenvolvimento de pessoas é feito pensando os meses e, até, anos futuros, e não o problema imediato.

Instabilidade x estabilidade

Os programas são voltados para gerar mudanças, as coisas devem estar diferentes ao final do processo.

Consensual x imposto

A ideia é encorajar e engajar o colaborador a participar dos processos, em substituição a simplesmente mandar que o profissional faça.

Provisório x permanente

Há consciência sobre a necessidade de melhoria constante para se adaptar às mudanças, logo, não há como treinar de uma vez por todas.

E aí, você diria que o treinamento e desenvolvimento de pessoas da sua empresa é moderno ou tradicional?

Deixe um comentário